#GENTE DO BEM – Plataforma ajuda a fortalecer ONGs de Curitiba

Home / Blog / Liga Social na Mídia / #GENTE DO BEM – Plataforma ajuda a fortalecer ONGs de Curitiba

Instituto Liga Social faz a ponte entre doares e projetos sociais, ajudando mais de 40 organizações

* Republicado do site Bem Paraná

Muitos brasileiros desejam apoiar instituições sociais e contribuir mais para a sociedade, mas acabam desistindo por conta das dúvidas acerca do destino do dinheiro e da crença de que uma doação pequena em valor não fará a diferença. Mas uma plataforma criada em Curitiba tenta mudar este padrão. É o Instituto Liga Social, que criou um catálogo de instituições certificadas para que empresas e pessoas físicas possam encontrar sua cara metade social.

A iniciativa reúne projetos sociais em 9 categorias, com atuação nas áreas de saúde, educação, esporte, meio ambiente, idosos, entre outras. Para garantir a idoneidade dos parceiros, foi criado o Selo Liga Social, que avalia a saúde financeira, estruturação jurídica e qualidade técnica de cada uma das ONGs participantes.

Ao todo, são 45 Organizações Não Governamentais (ONGs) que mantém parceria com a plataforma e já estão certificadas, de um total de 143 organizações inscritas. Por meio da plataforma, garante-se o destino do dinheiro a essas entidades que, juntas, canalizam R$ 403 milhões para causas sociais, sendo educação, saúde e assistência social suas principais áreas de atuação.

A ideia é que as pessoas e empresas sintam-se seguros para fazer a doação e também acompanhem o impacto social. Nossa missão é captar essa vontade de ajudar e mostrar que todos podem contribuir, ainda que pouco, para um projeto em que o doador se identifique, explica a advogada Patrícia Mussi, idealizadora do Instituto, destacando que a ideia ‘cabe no bolso e mexe com o coração’, já que com doações a partir de R$ 27 alguém pode ser apadrinhado em um projeto social.

Em Curitiba, uma das instituições que contam com o apoio do Liga Social é a Organização de Desenvolvimento do Potencial Humano (ODPH), localizada na Rua Manoel Martins de Abreu, 405, na Vila Torres. Fundada em 2009, surgiu da necessidade de atrair e tirar das ruas crianças e adolescentes, público-alvo do tráfico de drogas. Hoje atende 40 crianças de 6 a 12 anos no contra-turno escolar, tendo como pilares a educação e o assistencialismo.

Estamos com três investidores aqui, além de apoios pontuais. ada criança (projeto da Kauanna) custa cerca de R$ 300 por mês, para duas refeições diárias, atendimento diário, material, etc, afirma Patrícia. Precisamos que Curitiba abrace o projeto. Atendemos crianças, mas quem mais ganha é a sociedade, que vai formar pessoas com cabeça diferente. A cidade só vai mudar quando olharmos essas comunidades, investirmos nelas, complementa Patrícia.

Parcerias agregam valor à marca

O Instituto Liga Social atua desde 2015 na certificação de ONGs e gestão de projetos sociais, mas antigamente era chamado e Ajuda Paraná. Após reestruturação, seu nome foi alterado para garantir a compreensão da autonomia do Instituto, que é uma organização da sociedade civil, composta 100% por iniciativa privada.

O Liga Social possui o certificado de OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), concedido pelo Ministério da Justiça, que permite que as empresas que declaram o IR pelo lucro real abatam a doação como despesa. Para estas, inclusive, a ideia é buscar parcerias que agreguem valor à marca, enquanto para pessoas físicas o intuito é auxiliar na escolha da causa, mostrando quais iniciativas entregam o impacto social desejado e que mais se identificam com seus princípios.

Inspiração nas organizações comunitárias dos EUA

A advogada Patrícia Mussi, idealizadora do Instituto Liga Social, conta que a ideia de criar a plataforma surgiu após conhecer o trabalho feito pelas organizações comunitárias nos Estados Unidos. Especializada em filantropia e investimento social, ela morou nos EUA e na Espanha, realizou três pós-graduações e chegou a cuidar de mais de 40 parcerias da Credit Suisse com projetos sociais no Brasil antes de criar instituto.

Nos inspiramos nas organizações comunitárias dos EUA, que avaliam as necessidades de cada regão para direcionar os investimentos, explica Mussi. Temos um processo bem detalha por meio do Selo Liga Social, no qual vemos como a instituição está, fazemos visita técnica e, se aprovado, entra no menu de projetos e levamos aos investidores sociais, que recebem um relatório de impacto periodicamente, mostrando a atuação da empresa e sua relevância e um resumo do que e como foi gasto o dinheiro investido.

SERVIÇO
Instituto Liga Social
O que é: É um gestor de investimentos sociais que transforma a vontade de ajudar de pessoas físicas e jurídicas em ações de mais resultados e de maior impacto social, cuidando de todo o processo pré e pós investimento social. investimento social
Como funciona: O Menu de Projetos Liga Social reúne projetos sociais em 9 categorias e destaca o custo per capita do trabalho realizado. Assim, o doador pode escolher quantas pessoas quer financiar. E não importa se a doação é pequena: a partir de R$27 alguém pode ser apadrinhado em um projeto social.
Para virar doador: Se você quer ser doador, peça a sua cópia do Menu de Projetos Liga Social pelo e-mail instituto@ligasocial.org.br e depois é só ver se deu liga! com alguma instituição. Todo o processo de doação é acompanhado e fiscalizado pelo Instituto.
Telefone: 41 4042-0206
Site: http://www.ligasocial.org.br

 

https://www.bemparana.com.br/noticia/plataforma-ajuda-a-fortalecer-ongs-de-curitiba-

09/01/2018 ÀS 23:00 ATUALIZADO EM 03/03/2018 ÀS 19:17

Rodolfo Luis Kowalski

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *